segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Manifesto: Contra a "Queima de Campo" de Odonto

    Anualmente os formandos do curso de Odontologia da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) fazem a “Queima de Campo”, que consiste em um ato em que os acadêmicos/formandos organizam uma fogueira no estacionamento do Bloco M, com os materiais acumulados no decorrer dos cinco anos de curso, como: xerox, mochilas e jalecos. Acompanhando essa “queima” um carro de som (trio elétrico) é utilizado, fato este que gera poluição sonora, causando transtorno para o ambiente de estudos e pesquisas nos blocos do Campus Uvaranas.
    Este evento está agendado para o próximo dia 25/11/2009.
    Nós, Entidades legítimas, organizadas no Movimento Estudantil, somos contra a essa prática, pois consideramos:

1°. A humaninade enfrenta uma grave crise socioambiental planetária com reflexos também no cotidiano da população que vive na região de Ponta Grossa, portanto, é imprescindível e urgente mudanças de atitudes e comprometimento de todos os segmentos da sociedade, em especial de futuros profissionais na mudança de paradigma, com vistas à sustentabilidade;

2°. A UEPG em conjunto com outras IES firmaram O Pacto 21, o qual foi assinado por várias Instituições de Ensino Superior, em outubro de 2007. Desde então 16 universidades vêm promovendo ações em busca do desenvolvimento sustentável. O foco principal do Guia está em promover discussões na construção do conhecimento científico, a busca de uma melhor consciência ambiental, de ética, de valores e atitudes em consonância com o Desenvolvimento Sustentável.

3. Essa cultura da “Queima de Campo” fere inúmeras legislações, entre as quais, citamos:
 - LEI N° 9605 – 12/02/1998 – Lei de Crimes Ambientais
 - LEI Nº 13806 - 30/09/2002 – Controle da Poluição Atmosférica
Art. 4º - Fica proibida a queima a céu aberto de resíduos sólidos, líquidos ou de outros materiais combustíveis, exceto mediante autorização prévia de órgão estadual de meio ambiente, ou em situações de emergência sanitária assim definidas pela Secretaria de Estado da Saúde ou pela Secretaria de Estado da Agricultura.

 - LEI Nº 12493 - 22/01/1999 - Estabelece princípios, procedimentos, normas e critérios referentes a geração, acondicionamento, armazenamento, coleta, transporte, tratamento e destinação final dos resíduos sólidos no Estado do Paraná,
Art. 14° Ficam proibidas, em todo o território do Estado do Paraná, as seguintes formas de destinação final de resíduos sólidos, inclusive pneus usados:
II - queima a céu aberto;

- RESOLUÇÃO N º 041 / 02 - SEMA - Define critérios para o Controle da Qualidade do Ar como um dos instrumentos básicos da gestão ambiental para proteção da saúde e bem estar da população e melhoria da qualidade de vida, com o objetivo de permitir o desenvolvimento econômico e social do Estado de forma ambientalmente segura, pelo estabelecimento de padrões de emissão e critérios de atendimento; padrões de condicionamento; metodologias a serem utilizadas para determinação de emissões.

Entre outras legislações pertinentes.

Encaminhamentos
    Exigimos a proibição e fiscalização desta prática dentro do Campus Universitário.
    Sugerimos aos acadêmicos/formandos do Curso de Odontologia, que façam:
    - Uma “xeroteca” com os xerox que não serão mais utilizados, assim alunos carentes de outros anos podem se beneficiar com este ato, além de reduzir o número de papéis utilizados;
    - Doação desses materiais que não serão mais utilizados, para: demais acadêmicos do curso de Odontologia ou bolsistas do curso de Odontologia de outra instituição como o Centro Superior de Ensino dos Campos Gerias (Cescage);
    - Separação de material que podem ser reciclados ou doados para as associações de catadores;
    - Confecção de blocos de Rascunhos.

Atenciosamente,

Diretório Central dos Estudantes - DCE/UEPG
Centro Acadêmico de Biologia Erasmus Darwin - CAED/UEPG
Diretório Acadêmico de Geografia Luiz André Sartori - DAGLAS/UEPG
Chapa para o Centro Acadêmico de Física - CAFIS/UEPG
Diretório Acadêmico Livre de História - DALHIS/UEPG
Chapa 2 “Formulando idéias!” Centro Acadêmico de Farmácia Jaime Gusmann - CAFJG/UEPG
Centro Acadêmico de Enfermagem Wanda Horta - CAWAN
Centro Acadêmico de Medicina - CAMED
Grupo Universitário de Pesquisas Espeleológicas - GUPE

10 comentários:

Mastim disse...

nada a ve... vamos largar nossos carros, nossas casas, nossos eletrodomesticos, plantar e caçar, morar em cavernas..mas naum vamos fazer fogo pra assar a carne, pq fere o ambiente...
suma daki...vcs naum têm namoradas e ficaum inventando merda... nerds de oculos! malditos comunistas!
comedores de criancinhas!

Mastim disse...

e pra quem quiser saber...EU SOU EU! =D

MWAHAHAHA

Odonto UEPG disse...

esses caras n tem mulher!!só pode se isso...inacreditável!

Neto disse...

Acho que tem coisas muito mais importantes para vocês se importarem do que isso. O tempo que vocês perderam para fazer esse manifesto poderiam estar formulando um manifesto de incentivo a reciclagem, a ajuda a salvar a mata atlândica, sei la, ou até dar palestras sobre o que a queima de campo pode causar ao meio ambiente e não obrigar outros a fazer o que vocês acham certo. Não é a base de força que se conscientiza, e assim vocês só conseguem a revolta. Vocês podem ter começado um ciclo vicioso, onde tudo que nós acharmos que for errado nas atitudes de seu curso, poderemos entrar com um processo para reprimir e até obriga-los a parar. Então vocês estão errados, pois a queima de campo continuará, e talvez com mais força daqui em diante, com provocações e outros métodos que vocês não irão gostar. A conversa deve ser sempre o primeiro passo, e não o atitudes radicais. Espero que compreendam que cada pessoa tem sua opinião, e como eu não interfiro em seu modo de se vestir, se você usa barba ou não, se você usa folha reciclada ou não, espero que não interfiram no que eu quero fazer ou não com minhas copias. Pois ninguém do meu curso é ignorante quanto da onde vêm o bendito papel e para onde ele pode ir. Então obrigado pelas sugestões acima citadas, mas eu ano que vem irei queimar minhas copias, senão for dentro da UEPG será em algum outro lugar. Só espero que vocês não sejam tão revoltados ao ponto de fazerem, de novo, um manifesto contra pessoas que nunca fizeram nada a vocês. E sobre a poluição sonora, no etacionamento do bloco M encontram-se preferencialmente as clinicas de odontologia, as que logicamente seriam as mais afetadas com o caminhão de som, então se estas não reclamaram e nós sempre tivemos a autorização da prefeitura do campus de do reitor para o ato não entendo a revolta de terceiros. Só espero que entendam, o que vocês fizeram com esse ato, a meu ver, foi apenas um jeito de demonstrar força a uma coisa sem importância.

Nathalia disse...

Tenho ouvido relatos sobre o manifesto de vocês e realmente acredito que faltou certo "bom senso". Esta "queima de campo" é tradicional do curso embora algumas turmas não terem realizado, e não só aí em Ponta Grossa como em outras localidades. É claro que a queima quando não controlada gera um grande prejuizo ambiental, isso todos têm ouvido e de longa data mas quando se trata de um fato isolado e que poderia ser apagado logo após o início da queimada de documentos, vocês "vetam"? Vocês poderiam ter muito bem dado um bom exemplo plantando árvores nesse Campus de Uvaranas (Porque pelo amor heim! Selva de Pedra... Prat. não tem sombra neste lugar!!!!) ao invés de apenas chamarem a atenção para um determinado fato, mas é claro que e mais fácil vetar uma ação a realmente REALIZAR algo né?!!!!!

Mastim disse...

A queima de campo não afeta em nada, pensar q um foco desses pode afetar, é vetar todo e qquer CHURRASCO,FOGUEIRA DE ACAMPAMENTOS (como esses para caçar formiga, que os biologos adoraum fazer. Concordo que esses rapazes quem tanto se preocupaum com o ambiente e suas bandas de vanguarda, com hype e que cultuaum o naturalismo e comunismo e coisarada...
Se preocupem com os vinis de Beattles e deixemm-nos fazer suas coisas... e retirem-se de perto de mim, seus "unviersitariozinhos caras pintadas" irritantes...
naum tem o q protestar,protestaum por pouco, pra se acharem revolucionarios cubanos...matem-se...eu odeio vcs...fim di papo!

Heder. disse...

Alguém utilizou de força força em algum momento?

A questão é simples, a "queima de campo" de Odonto incomodava muita gente, ou vocês acham que é divertido fazer uma prova ao som de trio elétrico e fogos de artifício, acompanhado de muita gritaria? Num campus Universitário de uma Universidade Pública, paga pela sociedade, com dinheiro público, é sim, dinheiro dos seus futuros clientes nos seus consultórios odontológicos, ou aqueles miseráveis atendidos no S.U.S (a maioria da população), olha só que coisa né? Todos eles estão formando novos Dentistas pra daí num futuro a médio prazo, criarem profissionais que não estarão nem aí pra eles (existem profissionais bons, conscientes, responsáveis, pena que é a minoria)...

Vocês se sentem no direito de fazer isso? Realmente?

É uma coisa que estava incomodando muita gente, não somente a Biologia e a Geografia, nota-se pelos Centros acadêmicos e entidades que assinam o manifesto, entre elas o DAGLAS - DIRETÓRIO ACADÊMICO DE GEOGRAFIA LUIZ ANDRÉ SARTORI.

A Universidade é uma instituição pública e precisa dar um retorno a sociedade que espera e precisa muito de um retorno. E é por essas e outras que a saúde no Brasil está na situação que está. Existem sim profissionais ótimos que levam muito a sério a profissão e essa questão de ser formado pelo Estado, com dinheiro do contribuinte, e fazem de tudo pra retribuir isso nos hospitais, no S.U.S., mas na maioria dos médicos, dentistas profissionais da saúde só querem saber do seu, ganhar e ganhar dinheiro, em seus consultórios particulares e fazendo um "sacrifício" em atender pelo S.U.S., onde já se viu, "gente pobre", trabalhar quase de graça, pra que? pra salvar algumas vidas?
Ahhh mas aí eu não posso ficar no meu consultório explorando a sociedado.

Consultórios particulares? Particulares é o caramba, é dinheiro de todos, público, que foi usado na formação destes profissionais, em instituições públicas de ensino, não pode existir esse direito de profissionais atuarem "particularmente".

A saúde hoje está segregadora, ela tem um público, simplesmente quem pode pagar pela saúde a tem, a elite ou a classe média alta.

Atitudes como essa, "queima de campo" de odonto está bem além de ser apenas uma tradição, é a exemplificação, reflexo do que está acontecendo na sociedade hoje, com a saúde Brasileira que é remediativa e não preventiva e a falta de compromisso destes.

Quanto a fazer algo? Sim vamos plantar árvores no campus da UEPG, claro fácil assim, só tem um problema, o nosso bioma é Campos Gerais! a vegetação é composta por gramíneas, pequenos árbustos, manchas de cerrado, as matas estão nos capões isolados e na beira dos rios, encontramos também as Araucárias isoladas na mata ou em "capões" de araucária remanescente das matas das araucárias... Mas algumas empresas já fazem isso, empresas papeleiras, com reflorestamento, ou melhor, florestamentos com Pinus na vegetação dos campos gerais do paraná,em Telêmaco Borba pertinho daqui, formaram os chamados desertos verdes.

Com Pinus de preferência ou Eucalipto vamos encher os campos gerias com isso, não vai nascer nada embaixo vai ficar lindo sem precisar "roçar" o mato, até porque ele não vai nascer, as águas dos aquíferos e das nascentes serão sugadas, a fauna e a flora simplesmente desaparecem, mas claro vamos ter sombra e poderemos fazer papel, pra daí queimar na queima de campo de odonto, porque reciclar se foram vocês que compraram, com a grana do pai e da mãe de vocês? Pra que? Se é tradição sempre aconteceu.

Gaby oras bolas disse...

Agora eu vou cantar pros miseráveis
Que vagam pelo mundo derrotados
Pra essas sementes mal plantadas
Que já nascem com cara de abortadas

Pras pessoas de alma bem pequena
Remoendo pequenos problemas
Querendo sempre aquilo que não têm

Pra quem vê a luz
Mas não ilumina suas minicertezas
Vive contando dinheiro
E não muda quando é lua cheia

Pra quem não sabe amar
Fica esperando
Alguém que caiba no seu sonho
Como varizes que vão aumentando
Como insetos em volta da lâmpada

Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Pra essa gente careta e covarde
Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Lhes dê grandeza e um pouco de coragem

Quero cantar só para as pessoas fracas
Que tão no mundo e perderam a viagem...

Cazuza

Odonto UEPG disse...

eh mtu facil por a culpa da saude do brasil nos profissionais que lah estao tentando fazer algo!! pq naum poe a culpa nos "professores" que nao c prestam nem a ouvi o que uma criança de 6 ou 7 anos tem para perguntar?? claro eu vo m incomada com uma criancinha, dexa q c vire depois!! pra que eu vo dar o minimo de educaçao pra ela?? ela q c vire depois!!!

ah vem os pseudos revolucionarios, que nunca entraram em um hospital ou postinho de saude dize q a culpa da saude no Brasil eh dos profissionais da saude!!! eh mtu mais facil culpa o medico q naum atende, do que fala mal dos politicos q naum compram remedio!! eh mtu mais facil fala do dentista q naum tem vontade, do q fala q no posto de saude naum tem nem algodao pra atende de forma digna!!

assim como eh mtu mais facil impor um manifesto, do que conversa ou dar sugestoes!!!

os centros academicos de varios cursos??? como geografia q tem aula no central de salas, como historia q tbm eh no central de salas, que c bem conhecem o campus eh no minimo uns 2 km de distancia!! ahh clarooo, agora tbm tem o centro academico "todo poderoso" de medicina, dos "super-veteranos" de 6 meses!!!

axo que eh preciso mais respeito, pois o curso de odontologia existe a mais de 50 anos!!! assim como adoram fala q a UEPG ta ae ha 40 anos, com tradiçoes i tudo mais, o curso de odontologia tbm tem suas tradiçoes i merece ser respeitado por isso!!!

ta na hora de dce luta por algo q realmente importe, como por exemplo a passagem de onibus, onibus com biocombustivel, preço menores no RU!! e nao fika c importando com algo q acontece uma vez por ano, por 30 min!!!

qdo pararem de "aluga" o dce pra um brechó, ou pararem com aulinha de dança, qm sabe akilo lah sirva pra alguma coisa!!!

Gaby oras bolas disse...

Pessoal, por favor. Escrevam correto, pior do que os ataques pessoais, são os erros de português.
Beatles, é com um "t" só. Entre milhares de outros erros.
Somos acadêmicos ou não?



O Aurélio agradece.